Aprender Português

Falar uma língua é ver o mundo com as cores de quem a usa.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

domingo, 13 de novembro de 2011

A Carta Familiar

A carta familiar ou informal destina-se a familiares e amigos e apresenta uma linguagem simples que revela muito da maneira de ser do seu autor.

A estrutura da carta

1. local e data (Sintra, 11 de Novembro de 2011)
2. Saudação inicial ( Queridos tios)
3. Carta propriamente dita
4. Saudação final ((um monte de beijocas)
5. Assinatura (Guida)

Para veres a legenda, clica em "cc"

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Presente do Indicativo


O presente do indicativo usa-se para exprimir:

A. Um facto que acontece no momento em que se fala (Hoje está frio);

B. A constatação de um facto (O João aprende sueco);

C. Um hábito (Eu acordo sempre cedo);

D. Uma ação habitual (costumar+infinitivo do verbo principal – eu costumo almoçar na cantina);

E. Uma ação a decorrer no momento presente (estar a+infinitivo do verbo principal – agora estou a comer)E. Uma ação a decorrer no momento presente (estar a+infinitivo do verbo principal – agora estou a comer);
F. Exprimir uma ação no futuro próximo (presente+adverbiais de tempo – Depois de amanhã eu vou ao cinema e presente do verbo ir+infinitivo do verbo principal – Na semana que vem nós vamos visitar o Pedro).


sexta-feira, 27 de maio de 2011

Lei da Nacionalidade

Com o apoio do CLAI de Mem Martins, realizámos mais uma sessão de esclarecimento. Desta vez, foi sobre a Lei da Nacionalidade.







LENDA Da FUNDAÇÃO DE KIEV 482 d.C.


     Era uma vez uma família real de três irmãos. O primeiro chamava-se Kyi, o segundo Shchek e o terceiro Khoryv e tinham uma linda irmã chamada Lybid. Eles tinham perdido seu pai e sua mãe perante os invasores do leste e foram procurar um lugar para fazer uma nova casa.

Quando chegaram junto do belo e azul rio Dnipro, avistaram sete colinas verdes e majestosas, cobertas de árvores kashtan (castanheiros) e flores.  Kyi escolheu este lugar para sua nova casa. Os irmãos construíram um barco e navegaram então através do largo e poderoso rio Dnipro, em direção a um elevado e verde banco no lado ocidental do rio. Mas que nome deveriam dar  à  nova metrópole? Os irmãos e a irmã de Kyi decidiram chamar a nova cidade de Kyiv (Kiev), em homenagem ao seu forte e bravo irmão mais velho, Kniaz Kyi (líder da tribo). Foi assim que a cidade de Kiev foi fundada, no último fim de semana de maio, na primavera do ano de 482 d.C.

Kyi governou na colina hoje chamada de Borychev. Shchek estabeleceu-se na colina hoje chamada de Shchekovytsa. Khoryv fixou-se na terceira que depois foi chamada de Khorevytsa.  O nome da  irmã  foi dado ao rio que corria ali perto – Lybid. E foi assim que nasceu a grande cidade de Kiev, há mais de 1.500 anos.

     Antigamente esta era a terra dos Trypilians, dos Cimmerianos, dos Citas, dos Sarmatas, dos Alanos, dos Antae, dos Roxolanianos e das lendárias mulheres amazonas. O antigo historiador grego Heródoto, o " Pai da História " escreveu que o próprio Hércules havia encontrado esse lugar. Segundo a lenda era aqui o lugar, a colina Starokievska, aonde o apóstolo Santo André, séculos antes veio como missionário para a Cítia. Ele tinha levantado uma cruz nas colinas de Kiev e havia predito que um dia uma grande cidade ali surgiria com muitas igrejas para glória de Deus e assim a profecia se cumpriu. Grande número de comerciantes e artesãos de longe reuniram-se ao longo do Dnipro e estabeleceram-se na Podol, a cidade baixa, que transformou-se no centro de comércio. Kiev cresceu lentamente ao longo dos séculos até tornar-se a grande, majestosa e real Cidade de Kiev.

     Foi em 988 d.C., cinco séculos após a fundação, que o kniaz Volodymyr, o Grande, cristianizou sua nação eslava o povo ucraniano da Rus’- Ucrânia. Foi aqui, onde a larga rua Khreshchatik ainda marca o lugar, que os povos desceram das colinas para o rio Dnipro para serem batizados na fé cristã por sacerdotes gregos de Constantinopla a capital do Império Bizantino.

     O kniaz Volodymyr construiu a igreja Desyatynna, e em 1036 seu filho, kniaz Yaroslav, construiu a catedral de Santa Sofia (igreja da sagrada sabedoria) como uma irmã da famosa Hagia Sophia de Constantinopla. Santa Sofia em Kiev transformou-se na igreja mãe da Ucrânia, e por mil anos a imortal parede de mosaicos dourados da virgem Oranta olhou por Kiev. A invasão de mongol de 1240 e muito desde então não destruíram esta " invencível parede " de Kiev. São Miguel Arcanjo protegeu este resquício dos gloriosos e dourados dias de Kiev .

      

                                                                                Catedral de Santa Sofia

     Foi no ano de 1187 que, pela primeira vez na História, os cronistas  mencionam o novo nome Ucrânia em vez do antigo nome "Rus".


     Séculos mais tarde, em 1492, os cossacos da Ucrânia, os famosos Zaporozhians, entraram na história como defensores da igreja cristã e da nação ucraniana perante os invasores tártaros, poloneses, turcos e russos. E como disse o grande  poeta Taras Shevchenko,  em O Sonho: "o primeiro (Tsar Pedro I) submeteu o meu querido país, a segunda (Catarina II) deu o sopro final. (...)  a Ucrânia ressurgiu agora para o mundo na família das nações livres." E esta cidade de Kiev, a capital do antigo Reino de "Rus" que é uma das mais belas cidades do mundo atual, tornou-se na grande e democrática capital coberta de ouro de uma Ucrânia livre e independente.
     Em 1982 a cidade de Kiev comemorou seu 1500 º aniversário, porém nós sabemos que a cidade já existia muito tempo antes disso. A versão original da crónica da fundação de Kiev na Povist vremennykh lit encontra-se nos parágrafos 1 a 5. Os arqueólogos encontraram relíquias da idade de pedra (fim do período paleolítico) mas a moradia  mais antiga de Kyiv é do século 25 A.C., cerca de 4.500 anos atrás, assim Kyiv já era habitada  muito tempo antes do kniaz Kyi. Entretanto, de acordo com alguns historiadores, o kniaz Kyi  era um personagem real que governou os Polianianos e viveu no século V d.C.

     A forma inglesa do nome Kiev, baseado no ucraniano antigo, remonta há  já muitos séculos, enquanto o nome moderno é soletrado em ucraniano como Kyiv (pronuncia-se Quêi iu). O governo da Ucrânia incentiva o uso da forma Kyiv através das  agências do governo, mas Kiev é ainda a forma comum para o inglês falado hoje no mundo.
     O noroeste da Ucrânia, incluindo Kiev, é a terra natal original de todos os povos eslavos, assim Kiev talvez represente a mais antiga cidade eslava. As tribos eslavas que viviam no território da atual Ucrânia e que são provavelmente os ancestrais da nação ucraniana incluem os Polianianos, o Drehovicianos, os Siverianos, o Drevlianianos, o Volynianos, o Dulibianos e o Ulichianos. O noroeste da Ucrania é considerada também, por muitos estudiosos, como o local de nascimento dos povos ou línguas Indo-Européias. As árvores de Kashtan são as árvores da castanha pelo qual Kiev é famoso na primavera. O rio Lybid que corre através de Kiev até ao Dnipro recebeu esse nome em homenagem à irmã de Kyi. Santo André é o santo padroeiro da Ucrânia.

                                                                                Igreja de São André

      São Miguel Arcanjo é o santo padroeiro da cidade de Kiev.

     O kniaz Volodymyr é conhecido às vezes como "Velykyy Kniaz" que em ucraniano é frequentemente traduzido como Grande Príncipe. Assim, Kniaz um cognato da palavra rei é o termo correto para países de fala inglesa. Há muitas igrejas de São Valdomiro no mundo, algumas das quais usam a forma ucraniana moderna de Volodymyr. Khreshchatik Christening é hoje a principal rua de Kiev. As ruínas de pedra da fundação da igreja Desyatynna (Tithes) podem ser vistas ainda hoje em frente ao museu histórico, perto da catedral de Santo André.
     O rio Dnipro, que flui pelo coração da Ucrânia, é também chamado de Borysthenes, na forma do grego antigo, expressão que se encontra em mapas antigos  ou como Dnieper, em mapas modernos. Esta palavra tem origem na palavra iraniana don ou dan que sigifica  rio.  

A Ucrânia declarou a sua soberania em julho de 1990 e a sua independência em 24 de agosto de1991, antes do desaparecimento da URSS. Hoje a Ucrânia é uma nação de 48 milhões de habitantes, o  maior  país da Europa.
              Pesquisa realizada pela Natacha




quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Sopa de Ajiaco - Colômbia

Ingredientes:
  • 5 peitos de frango;
  • 1  Kg de batatas "sabaneras" (pode-se utilizar a batata de casca vermelha), cortadas em rodelas finas, para que se desfaçam;
  • 1Kg de batata "crioula" (pode-se utilizar batatas pequenina amarela que utilzamos para assar), descascada;
  • 2Kg de batata "pastusa" (pode-se utilizar a batata normal para sopa), descascada e cortada em rodelas grossas;
  • 5 maçarocas de milho ou o correspondente milho cozido enlatado;
  • água para cozer os ingredientes (cerca de 4 litros);
  • 2 cubos de caldo de galinho;
  • 6 talos de cebola "larga" (cebollin);
  • 1 ramo de coentros;
  • 3 taças de folhas de agriões picados;
  • sal, pimenta e condimentos a gosto.
Preparação:
  1. Coloca-se o frango, os coentros, a cebola num tacho com água, em lume brando, até o frango cozer. Retira-se a espuma com uma colher de pau.
  2. Juntam-se as batatas "sabanera", o caldo de carne , o sal, a pimenta e os condimentos que se desejar.Deixe cozer mais trinta minutos, mexendo com a colher para que não pegue ao fundo do tacho.
  3. Retire o frango, deixe esfriar e desfaça-o ao pedações.
  4. Junte ao caldo as restantes batatas e o milho. Deixe cozer (mais ou menos 20 minutos) e junte os agriões, cinco minutos antes de servir a sopa.
  5. A sopa é servida em tigelas de barro, onde se junta o frango desfeito. À parte,apresentam-se natas, alcaparras e quadradinhos de abacate, para as pessoas misturarem à vontade na sua sopa.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

ГУЛЯШ (Gulyash) - Ucrânia

Ingredientes:
• Carne de porco – 500g
• Cebola – 2 unidades
• Farinha – 1 c.s.
• Polpa de tomate – 3 c.s.
• Sal
• Pimenta
• Salsa
• Folha de louro

Preparação:
• Lave a carne e corte em cubos.
• Corte a cebola em cubos.
• Frite a carne numa frigideira com óleo vegetal durante 5 minutos em lume forte.
• Junte cebola e frite durante 5 – 7 minutos, mexendo de vez em quando.
• Tempere com sal e pimenta.
• Polvilhe com farinha e deixe no lume mais 3 minutos.
• Junte polpa de tomate e misture bem.
• Adicione 2 copos de caldo de carne, misture e junte folha de louro.
• Feche a frigideira com uma tampa, deixe sobre o lume lento, durante 1 hora.
• Sirva com batata e salsa.

                                                                                                            Bom apetite!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Salada de Vinagrete (vinegret) - Ucrânia

Ingredientes:
400g de beterraba
300g de cenoura
400g de batata
200g de "chucrute" em conserva
200g de pepinos em conserva
150g. de cebola
uma lata de feijão branco cozido
sal q.b.
 óleo vegetal q.b.


Preparação:
1. ferva a beterraba até ficar macia;
2. Ferva as batatas e as cenouras até ficarem macias;
3. Lave a "chucrute" para tirar o sal;
4. Pique a cebola;
5. Corte os pepinos, as beterrabas, as batatas e as cenouras em cubos;
6. Misture tudo e tempere com sal, pimenta, azeite ou óleo de girassol.

Pudim de Arroz ( khir) - Nepal

Ingredientes:
1.  100g de arroz
2.  25g de açucar
3.  700 ml de leite
4.  5 cajús
5.  10 sultanas
6.  3 colheres de sopa de côco
7.  1 colher de chá de manteiga



Preparação:
1. Frite o arroz na manteiga.
2. Junte o leite ao arroz e deixe Cozer (não o coza muito).
3. Junte os cajús, as sultanas, o côco e o açúcar ao preparado anterior, mexendo de vez em quando.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

À minha amada Vera


Meu bombom adorado,

És a chama que arde no meu coração. Aqueces os meus dias frios de Fevereiro. Tu és como o sol de verão onde quero bronzear-me.
Não queria deixar passar este dia sem que soubesses o quanto te amo.
Daquele que te adora
Dmitriy

Para a minha apaixonada


Olá, minha adorada Cátia,

Eu gosto de ti e espalho aos quatro ventos que te amo, para que todos saibam como é grande o meu amor.
Do teu apaixonado,
Andrey

Para a minha mãe


Querida mãe,
Amo-te muito. Quero dar-te o carinho e o amor que também me deste a mim.
Com muito carinho, da tua filha
Aishe

Carta para a minha mãe


Querida mãe,
Quero que saibas que eu te amo e o mundo fica muito escuro sem a tua presença. Fico feliz quando te tenho por perto.
Beijinhos da tua filha Elena

Carta para você

Carta para você

Carta para você

Carta para você

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Mar Me Quer - Clica aqui para veres uma resenha deste livro de Mia Couto

É já no dia 18 de Fevereiro, pelas 21 horas, que o Clube de Leitura fará o seu encontro mensal. Desta vez, o livro escolhido é "Mar Me Quer" do escritor Mia Couto. Aqui fica uma pequena resenha sobre este livro.

Portugal